Recife

Recife

Coisas para fazer - geral

 

O Recife – tradicionalmente precedido pelo artigo – é uma cidade que se destaca em inúmeros aspectos. Conhecida por sua influência holandesa, a “cidade dos arrecifes”, que hoje é um dos centros urbanos mais desenvolvidos do país, preserva muitos resquícios de seu período colonial, garantindo que uma viagem pela cidade revele não apenas as belezas naturais da costa brasileira, como também sua faceta histórica.

Melhor época para visitar

Outubro,  Setembro e Julho.

Bastante recomendado para

 

Capela Dourada: é uma das igrejas mais bonitas do Recife e simboliza toda a riqueza do período colonial no Brasil. Construída entre os séculos XVII e XVIII, ela fica dentro do Convento e Igreja de Santo Antônio, que também abriga um Museu de Arte Sacra.

Instituto Ricardo Brennand: é um dos pontos turísticos mais interessantes do Recife, pois tem a capacidade de agradar pessoas de todas as idades. É o local ideal para quem aprecia artes, objetos antigos e arquitetura. Com uma bela paisagem ao ar livre, árvores, cafeteria e edifícios em forma de castelo medieval, é difícil não se surpreender com a estrutura do lugar.

Maragogi: A cidade fica a 125km de Maceió (130km do Recife) e, por ser muito pacata, é o lugar perfeito para descansar. A tranquilidade e o visual paradisíaco de praias verdinhas, quase desertas, seriam suficientes para atrair muitos turistas, mas o motivo do sucesso é outro. São suas piscinas naturais formadas por corais que dão vida às pequenas pousadas e aos poucos hotéis durante todo o ano. Maragogi é um destino incrível para conhecer em família ou numa viagem romântica.

Mercado de Artesanato de Pernambuco: foi inaugurado há pouco tempo e já se tornou uma das boas opções para fazer compras na cidade. O lugar é indicado para quem gosta de encontrar obras variadas num mesmo local e, assim, garantir sua lembrança do Recife. Há um pouco de tudo no armazém: obras em argila, madeira, tecido etc.

Mosteiro São Bento: Ao fazer um roteiro pelo Centro Histórico de Olinda, o Mosteiro de São Bento é um dos locais que você não pode deixar de conhecer. A obra de estilo barroco, fundada entre 1586 e 1592, destaca-se entre as demais por possuir  um belo conjunto arquitetônico, que inclui pinturas e um trabalho muito detalhado em ouro - os guias locais chegam a afirmar que no interior do Mosteiro foram utilizados cerca de 100kg de ouro. O altar tem mais de 12m e é realmente espetacular, todo feito em madeira e revestido em ouro. Imperdível!

Rua da Moeda: é uma das mais conhecidas do Recife Antigo, popular entre os jovens por aglomerar vários bares legais na mesma região. Para quem quer fazer um happy hour ou encontrar os amigos, os bares da rua são boas opções.

Biruta Bar: na Praia do Pina, é um dos mais conhecidos bares de praia do Recife. O lugar fica cheio nos dias de sol, mas é também uma ótima opção para quem quer sair à noite.
Toda noite de quinta-feira tem música ao vivo - um motivo a mais para visitar o Biruta.
O cardápio tem varias opções, mas o foco do lugar está nos peixes e nos frutos do mar.

Praia de Boa Viagem: é a mais famosa do Recife e tem ótima estrutura para o turista. O lugar é bastante movimentado; quando o tempo está favorável, é comum ver banhistas e pessoas praticando exercícios físicos.

 Bistrô & Boteco: o lugar funciona como self-service no horário de almoço (R$ 49/kg) e, à noite, como bar - ótimo para um happy hour. O buffet é bem variado e inclui pratos populares da cozinha brasileira, além daqueles pratos que não faltam na mesa dos pernambucanos. Faça sua visita durante o dia ou à noite, porque vale a pena!

Igreja da Sé: ou simplesmente Sé de Olinda, é uma das igrejas mais famosas da vizinha do Recife. Seu exterior é imponente e em seu interior poderão ser observados alguns detalhes em ouro e azulejos portugueses, entretanto não se vê a mesma riqueza de detalhes de outras igrejas da região.