Belo Horizonte

Belo Horizonte

Coisas para fazer - geral

A boa mistura de uma grande capital com o jeitinho de cidade do interior conquista rapidamente os visitantes que chegam a Belo Horizonte. Sentir-se em casa na capital de Minas Gerais é tarefa fácil, especialmente quando essa tarefa é acompanhada de um pão de queijo, um “cafezin” ou uma boa cerveja gelada nos milhares de botecos locais. Será necessário pouco tempo para entender a leveza com que os mineiros encaram a vida e rapidinho você já estará falando com aquele simpático e charmoso sotaque tão inconfundível. Bastará um final de semana de passeio pela Lagoa da Pampulha, nos museus da Praça da Liberdade ou experimentando alguns quitutes no Mercado Central para “Beagá” te conquistar.

Melhor época para visitar

A cidade de Belo Horizonte é um excelente destino de viagem para todo o ano. As hospedagens têm bons preços, o clima não apresenta temperaturas extremas e o bares estão sempre abertos com boa cerveja para receberem os turistas. Claro que alguns fatores podem ajudar na decisão de quando ir a BH. Tenha em mente, no entanto, que uma promoção de passagem aérea pode ser bem aproveitada durante todo o ano.

O clima em Belo Horizonte é definido pelo verão quente e úmido e o inverno seco com temperaturas amenas. O período mais quente e com maior incidência de chuvas vai de outubro a março, quando os termômetros alcançam 28°C. Entre abril e setembro, a temperatura na cidade cai e as chuvas se tornam escassas. Nesse período, os termômetros durante a noite podem chegar à mínima de 10°C e os dias costumam ser bastante agradáveis. É um ótimo período para curtir as atrações ao ar livre, como a Lagoa da Pampulha, sem medo de ser pego pela chuva.

Bastante recomendado para

Lagoa da Pampulha: Recentemente declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO, o conjunto arquitetônico da Lagoa Pampulha é um dos principais pontos a serem visitados na cidade. Repleta de verde e cartões postais, a Pampulha reserva aos visitantes um dia inteiro de belos cenários. Vale percorrer o circuito ao redor da lagoa de bike, a pé ou mesmo economizando tempo fazendo alguns trajetos mais longos de carro. O importante é não deixar de visitar os pontos principais como a Igrejinha de São Francisco, a Casa Kubitscheck, a Casa do Baile e o Museu de Arte Moderna. Aproveite para curtir sem pressa. Vale até fazer um piquenique de frente para a Lagoa.

Circuito Cultural da Praça da Liberdade e o Inhotim: Com uma das maiores concentrações de centros culturais por metro quadrado no país, a Praça da Liberdade atrai moradores e visitantes em busca de novidades, diversão e, claro, um bom passeio! Dá para passar muitas horas por lá visitando espaços como o CCBB, o Memorial Minas Gerais, o Museu das Minas e do Metal, o Espaço do Conhecimento da UFMG, a Casa FIAT de Cultura, o Centro de Arte Popular e o Museu Mineiro. Só esses espaços já seriam suficiente para ocupar um final de semana (especialmente se você parar para experimentar o café de cada um deles), porém vale também investir em alguns cliques do Edifício Niemeyer e do Palácio da Liberdade. Tudo está na mesma região e você não precisará de mais que alguns passos para ir de um para outro. Um pouquinho mais afastados, mas ainda bem próximos, o Museu de Artes e Ofícios e o Palácio das Artes também merecem a atenção.

Experimente os quitutes mineiros: Como é apaixonante e deliciosa a culinária mineira! Difícil resistir aos sabores de Minas Gerais. Por isso, não lute contra e se jogue no mexidão e na costelinha com mandioca frita e couve refogada. De sobremesa, coma qualquer coisa que combine goiabada, queijo canastra ou Doce de Leite Viçosa. O que vale é experimentar o máximo possível dos tradicionais pratos locais. E como BH é repleta de bons restaurante, não será difícil. Comece pelos quitutes do Mercado Central, experimente o ambiente de fazenda do Xapuri e não se esqueça dos sanduíches da Pão de Queijaria. Mas se você não gosta da culinária mineira, não se preocupe. A cidade também tem bons menus internacionais. Bairros como Lourdes e Savassi concentram boas opções, mas vale percorrer outros cantinhos da cidade.

Botecos:  Atividade predileta entre os mineiros que vivem em Belo Horizonte, os botecos são levados muito a sério por lá. Todos têm um predileto ou um clássico para indicar. A verdade, no entanto, é que há quase 14 mil bares por toda a cidade. A cidade é forte também na produção de cervejas artesanais, como a Backer e a Wälls. Aproveite para experimentar algumas delas! Entre os bairros que concentram boas opções de botecos estão Santa Tereza, Savassi, Lourde e Centro, especialmente no clássico Edifício Malleta. Invista algumas horas na deliciosa arte de petiscar e beber.

Mirantes e parques: Cercada pela Serra do Curral, repleta de ruas com altos e baixos e espaços verdes, Belo Horizonte proporciona lindos cenários para os visitantes. Seja do alto de espaços, como o Mirante do Mangabeiras e o Parque da Serra do Curral, seja em meio a áreas verdes, como a Lagoa da Pampulha, o Parque Municipal e o Parque das Mangabeiras, você poderá apreciar a beleza de BH em contato mais direto com a natureza. Não deixe de assistir a um pôr do sol.

 

Quality Belo Horizonte Lourdes

Quality Belo Horizonte Lourdes

Diária a partir de R$ 175
+ Taxa de comodidade
  • Café da manhã
  • WiFi gratuito
  • Piscina
  • Estacionamento